Jeep Renegade 2019 chega com reforço no pacote de conteúdos de série

O primeiro modelo nacional da Jeep fabricado em Goiana (PE) e que já teve mais de 160 mil unidades vendidas desde 2015 chega à linha 2019 com leves retoques estéticos e reforço no pacote de conteúdos de série.

O grande empurrão, porém, é o melhor custo benefício do modelo, que apesar de incorporar agora mais equipamentos, como sete airbags, teve os preços reduzidos nas versões mais baratas. A Sport 1.8 Flex manual tem preço sugerido de R$ 78,5 mil, R$ 7 mil a menos do que na linha 2018.  O ganho com a versão dotada de câmbio automático de seis velocidades é ainda maior: o desembolso caiu R$ 8 mil, para R$ 84 mil.

O Renegade tem ainda as versões Logintude 1.8 (R$ 97 mil), Limited 1.8 flex automática (R$ 103,5 mil) e as top Longitude 2.0 diesel 4×4 com câmbio automático de nove velocidades (R$ 125,5 mil) e Trailhawk 2.0 diesel 4×4 também com câmbio de nove velocidades (R$ 136,4 mil).

A partir da versão Longitude, o SUV incorpora agora multimídia com tela de 8,4 polegadas, a maior do segmento. Era claramente uma deficiência do Jeep perante os muitos concorrentes do segmento de SUVs compactos. As Sport flex, porém, seguirão com o para lá de modesto sistema de 5 polegadas.

As mudanças estéticas não são tão grandes a ponto de a FCA, como adotará na sua divulgação,  denominar a linha 2019  de Novo Renegade. Ao contrário, são bastante discretas.  Mudaram detalhes dos faróis, que nas versões superiores são em LED, da grade frontal, da tampa do porta-malas, que no caso dos flex adotam estepe menor, o que garantiu ganho de 47 litros de bagagem.

O para-choque dianteiro das versões flex talvez seja a alteração externa, junto com os faróis, mais perceptível para os menos atentos. Ele foi redesenhado de forma a ampliar o chamado ângulo de ataque que permite passar por obstáculos e valetas sem tantos riscos de danos ao conjunto. Agora ele tem 28 graus, muito próximo dos 30 graus verificados nos Renegade a diesel desde seu lançamento há três anos.

Com preços bem mais agressivos nas faixas de entrada do segmento de SUVs compactos – o maior dentre os utilitários esportivos e que já responde, sozinho, por 14% do mercado interno -, a FCA espera deter a investida de muitos concorrentes e encerrar o ano com cerca de 60 mil unidades do Renegade vendidas.

Se assim for, as vendas do modelo crescerão cerca de 20% sobre o ano passado. Até setembro, o modelo já vendeu 15% a mais. “Com esses valores, as Sport, que têm representado algo como 25% do mix, devem passar a 50% das vendas”, calcula Tânia Silvestri, diretora comercial e de marketing da Jeep.

Até setembro, a marca ocupa a nona colocação no ranking das mais vendidas no País, com 77,9 mil unidades negociadas. A participação de mercado já é de 4,4 %, 0,4 ponto porcentual a mais do que ao longo de 2016, quando foram vendidos 88 mil veículos da marca nacionais e importados.

fonte: AutoIndústria

Versão esportiva GT Line do Renault Sandero chega ao mercado

23/10/2018 – A Renault acaba de lançar uma versão esportiva do Sandero, a GT Line 1.0, desenvolvido pelo Renault Design América Latina (RDAL) juntamente com a Renault Sport. A série limitada em 3,5 mil unidades traz preço sugerido de R$ 47.990.

Dentre os seus diferenciais, destaque para os faróis de neblina, retrovisores elétricos com repetidores na cor dark metal, aerofólio traseiro, saias laterais, spoiler, difusor traseiro e grade dianteira esportiva.

Traz, de série, ar-condicionado, sistema multimídia Media Nav com tela touchscreen de 7 polegadas com navegação GPS, rádio, conexão Bluetooth e entrada USB, além de rodas de liga leve de 15 polegadas. Como opcionais, pode ter câmera de ré e rodas de 16 polegadas.

Na avaliação da Renault, “a versão GT Line satisfaz o interesse dos clientes que procuram um veículo com visual esportivo, sem abrir mão do espaço interno e da robustez, qualidades que contribuíram para o Sandero alcançar a marca, este mês, de 1 milhão de unidades produzidas no Brasil”.

O Sandero GT Line é equipado com o motor 1.0 SCe de 82 cv (com etanol), que tem 90% do torque máximo (10,5 kgfm) já a 2.000 rpm graças ao duplo comando de válvulas variável. Internamente, a série especial vem com manopla do câmbio com detalhe em cromado, o volante revestido em couro com a serigrafia GT Line e o teto na cor preta.

Renault Sport – Voltada ao automobilismo e veículos esportivos, a divisão Renault Sport foi fundada em 1976 com a fusão dos departamentos de competição da Alpine e da Gordini. Hoje é responsável por fabricar, projetar, desenvolver e comercializar uma gama completa de carros esportivos e de corrida.

São três níveis de esportividade: GT Line, com mudanças estéticas, GT, com preparação na mecânica além das alterações estéticas, e a linha R.S., que representa o máximo da esportividade, com mudanças no motor, câmbio e suspensão, dentre outras, como é o caso do Sandero R.S. 2.0, fabricado no Brasil.

fonte: AutoIndústria

BMW X2 com motor flex chega ao Brasil por R$ 192 mil

23/10/2018 – A gama do BMW X2 cresce com o lançamento do X2 sDrive18i GP, que traz debaixo do capô o motor flex de três cilindros TwinPower Turbo, inédito na gama do cupê premium e capaz de entregar 136 cavalos de potência. O modelo já está na rede de concessionárias da marca no País pelo preço sugerido de R$ 191.950.

De acordo com a BMW, o time de engenharia da fabricante no Brasil atuou diretamente no desenvolvimento do novos propulsor e nos testes de validação e durabilidade do sistema ActiveFlex. A mais nova opção do BMW X2 une-se às outras versões da linha, a sDrive20i GP e a sDrive20i M Sport X, oferecidas desde abril por ocasião do lançamento do modelo no mercado brasileiro.

“Com um design marcante, o BMW X2 ganha uma nova opção de motor, com mais tecnologia, e oferece uma nova possibilidade ao cliente BMW no Brasil, sempre um fã do prazer de dirigir e da conectividade entregues pela marca em todos os seus produtos e serviços”, comenta Nina Dragone, diretora de marketing e produto da BMW do Brasil.

Produzida na fábrica do Grupo BMW em Regensburg, na Alemanha, a gama X2 tem desenho inspirado nos cupês icônicos da marca, como os lendários 2000 CS e 3.0 CSL. Dentre os detalhes característicos do modelo destacam-se  a grade frontal Kidney Grille invertida, em formato trapezoidal, os faróis Full-LED e a ampla entrada de ar, na parte inferior, que acompanha o para-choque dianteiro de ponta a ponta.

Assim como as outras versões do BMW X2, a opção sDrive18i GP mede 4.360 metros de comprimento, 1.824 m de largura, 1.526 m de altura, e 2,670 m de distância entre eixos. A capacidade do porta-malas é de 370 litros, podendo ser ampliada para 1.255 liltros com os bancos traseiros rebatidos.

fonte: AutoIndústria

FCA prepara produção de versão plug-in do Renegade

09/10/2018 – A FCA anunciou no último dia 8 o início dos preparativos da unidade industrial de Melfi, localizada no Sul da Itália, para produção de uma versão híbrida Plug-in do Jeep Renegade. A empresa adianta que o lançamento está programado para o início de 2020 e as primeiras unidades pré-série no ano que vem. Juntamente com a novidade, também estará na linha de montagem italiana o crossover Fiat 500X, mas em versão com motor a combustão.

A empresa informa que investe mais de € 200 milhões para a condução do projeto, o que inclui também adequações na fábrica e treinamento dos trabalhadores na aplicação da nova tecnologia.

Em 1º de junho passado, a companhia já havia anunciado que investiria € 9 bilhões (US$ 10,3 bilhões) em carros elétricos e híbridos nos próximos cinco anos para tornar os produtos adequados às legislações de emissões em todas as regiões em que atua. No anúncio, a empresa também se comprometeu a eliminar gradualmente os motores a diesel de seu portfólio de automóveis oferecidos na Europa até 2021.

“Com mais de 742 mil Renegade produzidos até hoje na Itália, a fábrica de Melfi e o Renegade se apresentam como a localização ideal e o produto perfeito para lançar o híbrido plug-in, fortalecendo ainda mais a oferta deste bem-sucedido Jeep”, diz em nota Pietro Gorlier, diretor de operações da região EMEA (Europa, Oriente Médio e África).

Até 2022, a FCA planeja oferecer um total de 12 sistemas de propulsão elétrico, o que inclui modelos 100% elétricos, híbridos e híbridos plug-in. Trinta modelos seriam equipados com um ou mais desses sistemas.

fonte: AutoIndústria

Mercedes-Benz investe em eletrificação nos EUA

09/10/2018 – A Mercedes-Benz reforça atuação nos Estados Unidos ao anunciar o início da construção de uma fábrica de baterias próximo a unidade na qual a empresa produz os utilitários esportivos da Série G, em Tuscaloosa, no Alabama.

A nova instalação dará suporte aos futuros SUVs elétricos produzidos por lá, como também integrará rede global de produção de baterias, totalizando oito unidades ao redor do mundo, com fábricas na Alemanha, China, Tailândia e, agora, nos Estados Unidos.

De acordo com a empresa, até 2022, a Mercedes-Benz terá no portfólio pelo uma versão elétrica em cada Série de veículos, o que somará 130 modelos, o que inclui a produção de um SUV 100% elétrico nos EUA.

O anúncio, realizado em cerimônia que também marcou o início da produção do novo GLE, é parte de compromisso feito pela fabricante há um ano, quando decidiu investir US$ 1 bilhão na operação de Tuscaloosa. O aporte, além de dar impulso ao novo SUV e na fábrica de baterias, providenciará novo centro de consolidação de peças em Woodstock, também no Alabama.

“Nosso objetivo é desempenhar um papel pioneiro no desenvolvimento da eletromobilidade e estamos bem preparados para cumprir essa missão”, disse Markus Schäfer, membro do Conselho Divisional de Carro, Produção e Cadeia de Fornecimento da Mercedes-Benz durante cerimônia. “Estamos trazendo eletromobilidade para os Estados Unidos. Em todo o mundo, estamos preparando seis locais para produção de modelos elétricos e nossa rede de baterias consistirá de oito fábricas.”

Desde que iniciou a construção da fábrica de Tuscaloosa, em 1995, a Mercedes-Benz já investiu US$ 6 bilhões na unidade. Segundo a empresa, o adicional de US$ 1 bilhão ajudará a Mercedes-Benz a reforçar sua presença industrial na região.

A unidade fornece aos mercados local e internacionais os modelos GLE, CLE Coupé e GLS, além do sedã Classe C, somente para a América do Norte.  No ano passado, a unidade produziu em torno de 300 mil veículos, dois terços deles destinados à exportação, o que faz da fabricante a segunda maior exportadora automotiva dos EUA.

fonte: AutoIndústria

Ford Ranger tem preço reduzido em até 17%

09/10/2018 – Com uma redução média de 6% em toda a linha sem qualquer alteração nos catálogos e na oferta de equipamentos, a Ford acaba de anunciar nova tabela de preços da Ranger. O objetivo, segundo a montadora, é aumentar a competitividade da picape, que oferece duas motorizações diesel – 3.2 e 2.2 – e a 2.5 Flex, sendo a única da categoria a contar com cinco anos de garantia.

O modelo mais beneficiado com o reposicionamento dos preços foi a versão 2.2 Diesel XLS automática 4×2, oferecida agora por  R$126.490, quase 17% a menos do que custava antes (R$151.890). Com sete airbags, controle eletrônico de estabilidade e tração, central multimídia SYNC, câmera de e piloto automático, ela tem motor de 160 cv, além de direção elétrica, transmissão automática de seis velocidades e equipamentos como

“Com esse novo posicionamento, a Ranger vai atrair clientes de outros segmentos que sempre desejaram ter uma picape do seu porte diesel, mas acabavam optando por um modelo menor ou flex da mesma faixa de preço”, diz Fabrizzia Borsari, gerente de produto da Ford.

A Ranger apresenta bons resultados este ano. Segundo dados da Fenabrave, no acumulado dos primeiros nove meses foram emplacadas 14,5 mil unidades da picape da Ford, volume 25% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (14,5 mil). Posicionada pela entidade que representa os distribuidores de veículos com picape grande, a Ranger ocupa o quarto lugar no ranking desse segmento e teve participação ampliada de 9,3% em 2017 para 10% este ano.

A linha tem como modelo de entrada a versão 2.5 Flex XLS, que teve o preço reduzido de R$ 110.790 para R$109.390. Já a topo de linha Ranger 3.2 Diesel Limited, de 200 cv e 470 Nm de torque, sai por R$188.990 – antes custava R$ 192.570. Ao todo a linha oferece onze versões.

fonte: AutoIndústria

Veículos seminovos e usados realizam 7º congresso

Por Redação Poupamotors

02/10/2018 – A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – FENAUTO, entidade que representa o setor de lojistas e profissionais de veículos seminovos e usados, irá realizar seu 7º Congresso, em São Paulo, nos dias 16 e 17 de outubro.

O evento vai reunir palestrantes como André Ribeiro, Arthur Igreja, Carlos Hilsdorf, Clóvis de Barros, José Carneiro Carvalho Neto, José Onofre de Araújo Neto, Nailor Marques Jr., Rafael Baltresca e Ralf Nautow.

O Congresso FENAUTO contará, paralelamente, com uma feira de negócios que, nesta edição, apresenta a Cidade FENAUTO, um novo conceito revolucionário para a apresentação de expositores em um cenário que reproduzirá uma verdadeira cidade. A área de exposição de mais de 4.5 mil m2, reunirá produtos e serviços de dezenas das maiores empresas ligadas ao setor automobilístico.

Os interessados em participar do evento poderão fazer suas inscrições diretamente no site https://www.congressofenauto.com.br/

Mais informações poderão ser obtidos pelos telefones (11) 2592-2326 / 2533-7532, ou pelo e-mail [email protected]

AGENDA:

7º Congresso FENAUTO.

Dias 16 e 17 de outubro de 2018.

Local: Centro de Eventos PRO MAGNO – Av. Professora Ida Kolb, 513 – Casa Verde – São Paulo/SP

Inscrições: www.congressofenauto.com.br/

Informações: (11) 2592-2326 / 2533-7532, ou pelo e-mail [email protected]

Veículos seminovos e usados realizam 7º congresso

Por Redação Poupamotors

02/10/2018 – A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – FENAUTO, entidade que representa o setor de lojistas e profissionais de veículos seminovos e usados, irá realizar seu 7º Congresso, em São Paulo, nos dias 16 e 17 de outubro.

O evento vai reunir palestrantes como André Ribeiro, Arthur Igreja, Carlos Hilsdorf, Clóvis de Barros, José Carneiro Carvalho Neto, José Onofre de Araújo Neto, Nailor Marques Jr., Rafael Baltresca e Ralf Nautow.

O Congresso FENAUTO contará, paralelamente, com uma feira de negócios que, nesta edição, apresenta a Cidade FENAUTO, um novo conceito revolucionário para a apresentação de expositores em um cenário que reproduzirá uma verdadeira cidade. A área de exposição de mais de 4.5 mil m2, reunirá produtos e serviços de dezenas das maiores empresas ligadas ao setor automobilístico.

Os interessados em participar do evento poderão fazer suas inscrições diretamente no site https://www.congressofenauto.com.br/

Mais informações poderão ser obtidos pelos telefones (11) 2592-2326 / 2533-7532, ou pelo e-mail [email protected]

AGENDA:

7º Congresso FENAUTO.

Dias 16 e 17 de outubro de 2018.

Local: Centro de Eventos PRO MAGNO – Av. Professora Ida Kolb, 513 – Casa Verde – São Paulo/SP

Inscrições: www.congressofenauto.com.br/

Informações: (11) 2592-2326 / 2533-7532, ou pelo e-mail [email protected]

Kia lança sedã Stinger GT por R$ 350 mil

Por Redação PoupaMotors

02/10/2018 – O Kia Stinger GT chega ao mercado brasileiro com o status de veículo mais potente da história da Kia. As primeiras vinte unidades a serem vendidas no Brasil fazem parte de uma edição especial, numerada, denominada “Launch Edition by Fittipaldi”, com identificação no painel e acompanham placa especial oficializando a edição, assinada pelo próprio bicampeão mundial de Fórmula 1.

Equipado com motor V6, de 3.3 litros, biturbo, com 370 cv de potência, o Stinger GT possui nova transmissão automática sequencial de 8 velocidades, controle de torque vetorial AWD (All-Wheel Drive), suspensão eletrônica com ajuste de altura do amortecedor e freios Brembo™, entre outros itens que equipam somente veículos esportivos Premium.

Evolução do carro conceito que o inspirou, o projeto do Stinger GT foi supervisionado por Peter Schreyer, chefe de Design e presidente da Kia Motors Corporation, e sua equipe de designers em Frankfurt. O Stinger GT transmite uma aparência robusta e muscular. Sua presença marcante é determinada pelo desenho da parte traseira, capô alongado e para-brisas inclinados, distância entre-eixos estendida para oferecer uma cabine espaçosa e muitas entradas de ar. As rodas largas, juntamente com os contornos rebaixados ao longo das portas, reforçam o visual poderoso do Stinger GT, bem como seus traços de fastback.

Outros elementos puramente funcionais do design exterior – as cortinas de ar frontais, os arcos das rodas, a parte inferior lisa e o difusor traseiro integrado – ajudam a eficiência aerodinâmica. A traseira abriga quatro dutos de escape ovais, enquanto, na frente, a icônica grade “nariz de tigre” da Kia se posiciona em evidência entre os faróis de LED.

Condução – Os 2.905 mm de distância entre-eixos do Stinger GT são mais longos do que outros veículos do segmento Premium, permitindo acomodação espaçosa a seus ocupantes. O porta-malas, de 660 litros, também é maior do que muitos de sua categoria, com espaço suficiente para bagagens completas, e também dispõe de uma porta elétrica com funcionalidade Smart Trunk.

A carroceria construída com 55% de aço de alta resistência permite ao Stinger GT ter uma base ultrarrígida e, portanto, uma cabine silenciosa.

Motorização – Sob o longo capô, duas turbinas estão disponíveis para oferecer uma sensação de aceleração emocionante, mesmo a partir de baixas velocidades.

Com uma nova geração de transmissão automática de oito velocidades, o Stinger GT proporciona mudanças de marcha suaves e rápidas, por meio da alavanca equipada com a tecnologia e-shift, além de maximizar a eficiência energética. Borboletas situadas atrás do volante (paddle shift) garantem uma condução ainda mais esportiva.

O sistema de tração nas quatro rodas (AWD) do Stinger GT auxiliar o motorista em pistas sinuosas e condições adversas. O sistema de controle inteligente é destacado pelo Dynamic Torque Vector Control, que satisfaz qualquer necessidade de tração ou estabilidade, adaptando-se instantaneamente às mudanças na superfície da pista e enviando torque para as rodas dianteiras, conforme necessário.

O Stinger GT conta com pneus de ultra desempenho: 225/40/19 na frente e 255/35/19 na traseira. Com pinças dianteiras de quatro pistões e pinças traseiras de pistão duplo, os freios ventilados a disco Brembo™ proporcionam segurança adicional, com a capacidade de suportar grandes temperaturas sem perder a eficiência.

Conveniência e Tecnologia Avançada – O Stinger GT conta com vários sistemas avançados de assistência ao condutor (ADAS) que operam em conjunto para transformar a condução do veículo em uma experiência única, com mais segurança e comodidade.

Para estacionar com segurança e confiança, os sensores ultrassônicos do Stinger GT informam a existência de obstáculos ou pedestres na frente e atrás do veículo. Já a função Blind-Spot Colision Warning (BCW) sinaliza a presença de outro veículo no ponto cego do motorista, inclusive durante as mudanças de pista.

O Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro (RCTA) monitora a área situada atrás do veículo ao sair de ré de uma vaga de estacionamento, alertando o motorista com um aviso sonoro caso seja detectado algum tráfego cruzado.

Outro destaque fica por conta do sistema Around View Monitor (AVM), com orientação de estacionamento, que combina as imagens de quatro lentes grande-angulares posicionadas na frente, na traseira e nas laterais do veículo para fornecer uma visão completa do entorno, seja na hora de estacionar ou enquanto trafega a velocidades inferiores a 20 km/h.

O Stinger GT chega ao mercado brasileiro por R$ 399.990,00, com garantia de cinco anos ou 100 mil km, uma das maiores oferecidas no País. “Como esse primeiro lote, para garantia de compra, teve seu câmbio fechado para o fabricante, ainda na época do dólar a R$ 3,35, para essas primeiras vinte unidades da Launch Edition by Fittipaldi, vamos praticar preço especial de lançamento de R$ 349.990,00”, explica José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil.

Ford Focus sairá de linha em 2019

02/10/2018 – O segmento de modelos médios perde mais um concorrente. A Ford confirma o fim da produção da linha do Focus na fábrica de General Pacheco, na Argentina,  a partir de maio do ano que vem, ou seja, as versões hatch e sedã do modelo deixarão de ser vendidas por aqui dentro de alguns meses.

A explicação da Ford é exatamente a baixa demanda por hatches e sedãs médios, que estão sendo preteridos em favor principalmente dos veículos utilitários esportivos, segmento que mais cresce no mercado brasileiro e no qual a marca é pioneira com o EcoSport. Os fornecedores da linha Focus ficaram sabendo do fim da sua produção na semana passada, quando a Ford enviou a programação de pedidos para os próximos meses.

Com o fim do Focus, a fábrica de General Pacheco, na província de Buenos Aires, passará a produzir apenas a Ford Ranger, que eventualmente até poderá ter sua oferta ampliada a partir do ano que vem.

No acumulado de janeiro a agosto deste ano, a Ford vendeu apenas 2.210 unidades do Focus hatch e 3.130 da versão sedã. No segmento de hatches médios, o modelo da Ford ainda aparece como segundo colocado, perdendo apenas para o Chevrolet Cruze, com 3,7 mil unidades. Em terceiro lugar está o Volkswagen Golf, com somente 2 mil licenciamentos em oito meses. Esse segmento responde este ano por apenas 0,7% das vendas totais de veículos no País. Há um ano esse índice era de 1,2%.

fonte: AutoIndústria